Drs. Salah H. Khaled Jr. e Alexandre Morais da Rosa proferirão palestra na próxima sexta-feira (21/10)

Os professores Salah H. Khaled Jr. e Alexandre Morais da Rosa proferirão palestra na próxima sexta-feira (21/09), as 19:00h, na OAB/SC.

Na ocasião, os palestrantes falarão sobre suas novas obras “Videogame e violência” (Editora Civilização Brasileira) e “In Dubio Pro Hell” (Editora EMais), que serão lançadas em Florianópolis durante o evento.

As obras poderão ser adquiridas com autógrafo dos autores por um preço especial diretamente no local.

Confira a descrição dos livros:

1) VIDEOGAME E VIOLÊNCIA:

Existe uma relação de causa e efeito entre videogame e violência?Por cinco décadas, cruzadas morais têm sido movidas contra os games, que foram utilizados como bodes expiatórios para inúmeras tragédias: Columbine, Virginia Tech, Sandy Hook e o Massacre de Realengo foram alguns dos casos nos quais os games foram criminalizados.Cerca de uma dezena de games foram proibidos no Brasil pelo Judiciário, com base nos juízos morais de magistrados que atuaram como censores culturais, o que conforma um flagrante decisionismo.Pesquisas financiadas por organizações antigames sustentam que eles provocam agressividade e dessensibilização, o que supostamente confirmaria os juízos morais emitidos pela grande mídia. Afinal, produtos culturais são criminógenos?Para Salah H. Khaled Jr. , autor de Videogame e violência: cruzadas morais contra os jogos eletrônicos no Brasil e no mundo (Grupo Editorial Record/Civilização Brasileira),“a suposta conexão entre games e violência não é mais que um discurso produzido pela imprensa, recepcionado por políticos e grupos de pressão e, de certo modo, certificado como verdadeiro por alguns pesquisadores, cujo resultado conduz a criminalização cultural dos games, e também dos criadores e jogadores.Trata-se de um complexo processo de difusão de pânico moral por reacionários culturais”.O autor reúne bibliografia da Criminologia, Direito, História e Psicologia Social para denunciar a criminalização da cultura e defender a liberdade de expressão artística nos games e fora deles.Não perca a oportunidade de discutir com o autor da obra que está chamando a atenção da grande mídia do país e já foi retratada nos jornais O Globo e o Estado de São Paulo.”

2) IN DUBIO PRO HELL

“Os textos que compõem o “In Dubio pro Hell”, inicialmente publicados em uma coluna semanal no portal “Justificando” e que agora são apresentados aos leitores em versão ampliada, foram escritos em uma linguagem que se revela simples, capaz de agradar até ao público não especializado, e que, ao mesmo tempo, carrega a profundidade necessária à emancipação intelectual proposta pelos autores. Alexandre e Salah sabem que é preciso libertar as almas dos atores jurídicos das correntes de um pensamento que naturaliza a barbá- rie e o autoritarismo, bem como que o homem pode ser tentado para o mal exatamente pelas potências do direito e da lei (o sistema de justiça criminal tem um enorme potencial de produzir o mal a partir do bem), por essa razão apresentam um livro que funcionará como um antídoto ao entorpecimento da razão crítica e dos ideais de liberdade, igualdade e fraternidade; um livro que nasce com a vocação de ser lido por todos aqueles que não perderam a capacidade de se indignar com os arbítrios e as diversas formas de opressão: ó leitor, vós que estais com esse livro, tens condição de resgatar a esperança e transformar o sistema penal. (Rubens Casara)” nos jornais O Globo e o Estado de São Paulo.