A Associação dos Advogados Criminalistas do Estado de Santa Catarina-AACRIMESC vem a público se manifestar sobre os recentes atentados ocorridos em Santa Catarina e dizer que é terminantemente contra qualquer espécie de ato de violência.

 Sobre as declarações de autoridades públicas veiculadas pela imprensa, que vinculam advogados (gravatas) aos atos de violência praticados pelo Primeiro Grupo Catarinense-PGC, sem, contudo, nominar os envolvidos, a AACRIMESC esclarece que se tratam, novamente, de manifestações genéricas e irresponsáveis que tentam justificar a ineficiência estatal transferindo responsabilidades.

 A AACRIMESC endossa a declaração prestada pela Juíza da Vara Regional de Execuções Penais de São José, que, em nota oficial, admite e denuncia todas as mazelas do Sistema de Segurança Pública Catarinense, especificamente no Complexo de São Pedro de Alcântara, confirmando não só a carta redigida pelos reeducandos como a sua existência anterior aos atentados, deixando claro que referido documento, quando recebido, foi imediatamente encaminhado às autoridades responsáveis.

 A AACRIMESC repudia de forma veemente acusações superficiais deste jaez contra advogados e informa que, em virtude do flagrante desrespeito à classe, encaminhou expediente à Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina-OAB/SC para que as providências cabíveis sejam adotadas, a fim de que cessem imediatamente estas inverídicas insinuações, prevenindo futura reiteração.