A crise no Sistema Prisional Brasileiro

Realidade e Alternativas

Associação dos Advogados Criminalistas do Estado de Santa Catarina comemorou o sucesso do V Simpósio, realizado entre os dias 30 e 31 de maio na OAB/SC.

“Agradeço todos os coordenadores e professores das universidades de Florianópolis que participaram com seus alunos neste V Simpósio, tenho certeza que muitos saíram satisfeitos do evento”, afirmou o Vice-Presidente da A.ACRIMESC e palestrante, Hélio Brasil.

O I Simpósio da A.ACRIMESC, foi realizado nos dias 14 e 15 de maio de 2009, com o tema: “A Violência Urbana sob a Ótica do Universo Penal”, a partir deste momento a A.ACRIMESC não parou mais de trabalhar, organizou no mesmo ano o II Simpósio, sendo o tema, “A Defesa Criminal”.

No início de 2010, o III Simpósio, abordou o tema, “Responsabilidade Penal”, consagrando um evento de sucesso na área jurídica em Santa Catarina. Segundo o Presidente da A.ACRIMESC, Dr. Valdir Mendes, o IV Simpósio e o VI Encontro Nacional dos Advogados Criminalistas em Florianópolis no final de 2010 foi de grande importância para a cidade, mas também para os advogados catarinenses que puderam aproveitar as palestras durante os três dias de evento.

O V Simpósio da A.ACRIMESC, apresentou um tema atual, “A crise no Sistema Prisional Brasileiro – Realidade e Alternativas”. Segundo o Presidente da A.ACRIMESC, é necessário debater conceitos sobre a diversidade dos problemas no referido sistema.

Para ele, é necessário criar um sistema prisional adequado. “Temos hoje um sistema completamente desumano, basicamente falido, o próprio ambiente que eles ficam são merecedores de interdição”.

O palestrante Carlos Pinto da Luz, atribui o sucesso do V Simpósio aos membros da A.ACRIMESC, advogados e principalmente aos acadêmicos que se fizeram presentes nos dois dias do evento. Este sucesso se resume ao trabalho que a A.ACRIMESC vem desenvolvendo desde o início do ano de 2009 para a sociedade, são ações como essas que trazem força para que esta associação possa continuar trabalhando e sempre querendo mais.