Decisão do STF e o retrocesso quanto aos direitos fundamentais